SIF faz parceria com a FCJ para a criação de Corporate Venture Builder focada no ramo florestal

Em parceria com a SIF, a nova CVB da rede FCJ, a Forest Venture, criará alternativas sustentáveis para diversos segmentos do mercado

A FCJ Venture Builder, maior rede do segmento na América Latina, anunciou o lançamento de mais uma corporate venture builder. Desta vez, em parceria com a SIF, que é uma das maiores organizações de inovação, desenvolvimento tecnológico e transferência de tecnologia do setor florestal brasileiro, a nova CVB manterá o foco em startups sustentáveis, que tragam novas soluções para o setor e proposições de novos produtos de origem florestal, inclusive combustíveis e energia.

Em virtude das características do solo e do clima, o Brasil é um grande competidor no mercado nacional e internacional de produtos de origem florestal, desde a produção da madeira até a sua transformação em celulose, papel, painéis, pisos e carvão vegetal, além de produtos não madeireiros, como resinas e borracha. Ainda, o país é o segundo maior em cobertura florestal do mundo, ficando atrás apenas da Rússia. 

E o setor de árvores plantadas contribui incontestavelmente para a balança comercial do país. Dados da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) apontam que o segmento é responsável por 4,3% das exportações brasileiras, por cerca de 3,75 milhões de empregos diretos e indiretos e pela geração de R$ 13 bilhões em tributos federais, estaduais e municipais. Além disso, dos 9 milhões de hectares de árvores plantadas no Brasil, 7,4 milhões são certificados na modalidade manejo florestal, o que garante a sustentabilidade e as boas práticas do setor.

“Veja que a floresta está na cápsula do remédio, no detergente, como emulsificante, na madeira utilizada na energia ou como MDP ou MDF, nos papéis sanitários, nas embalagens e até em diversos alimentos industrializados… O setor florestal está presente na maioria das coisas do dia a dia, o que oferece inúmeras possibilidades de inovação”, explica Wilton Ribeiro, engenheiro florestal e coordenador de inovação e comunicação da SIF.

Com os mais de 47 anos de trabalho da SIF no desenvolvimento de tecnologias para empresas que usam matéria-prima florestal e com a metodologia validada de captação e desenvolvimento sustentável de startups da FCJ Venture Builder, a Forest Ventures se posiciona no mercado como uma das maiores geradoras de inovação florestal. “Queremos criar novos produtos inovadores e sustentáveis, como o bioplástico por meio da celulose ou a substituição do silício metálico das placas solares, por exemplo”, explica Wilton.

Sinergia entre universidade, empresa e governo

A SIF, Sociedade de Investigações Florestais, é uma organização criada em 1974 por meio da parceria Universidade-Empresa, e hoje conta com 20 dos maiores players florestais do Brasil e do mundo. Nesses quase 50 anos, a SIF vem dando suporte ao desenvolvimento de pesquisas e projetos inovadores que vão desde floresta até a fábrica, entregando valor para as pessoas. 

A SIF é mais uma das organizações que valorizam o potencial de transformação das startups. Por meio do SIF Startup Connection, um programa de inovação florestal, a organização promove o UFV Forest Insight, uma chamada de inovação aberta que já conseguiu acelerar cerca de 40 startups que oferecem suas soluções às maiores empresas florestais do país, além de impactar outros 50 negócios nascentes.

Modelo de negócio da Forest Ventures

Diferentemente do modelo de aceleração tradicional, a Forest Ventures atuará no pleno desenvolvimento de startups do ramo florestal que já passaram da fase de validação do produto mínimo viável. Esse desenvolvimento é baseado no modelo Venture Builder 4.0 da FCJ Venture Builder.

Na prática, a Forest Ventures avaliará e selecionará startups florestais, que passarão a integrar seu portfólio. Assim, essas empresas nascentes serão acompanhadas pelo time da CVB durante 4 anos, em média, até o momento de estruturação do exit. Nesse período, os empreendedores receberão o apoio necessário para o desenvolvimento escalável da startup, como recursos financeiros, apoio jurídico, contábil, de marketing e vendas, além de acesso a uma rede investidores e conselheiros e networking global.

O modelo de corporate venture building licenciado pela FCJ Venture Builder tem como objetivo agregar às empresas e organizações novos métodos, processos, produtos, serviços ou mesmo novas companhias. Já as startups selecionadas garantem acesso aos seus mercados de atuação, validação de produtos e melhoria dos processos administrativos, de marketing e de vendas, além de acesso a fundos de investimento e outros benefícios indispensáveis para o crescimento sustentável e escalável de uma startup.

Sendo assim, a premissa da Forest Ventures é de inovação pelo valor, seja em relação ao negócio florestal, desenvolvendo novos processos que diminuam custo ou novos produtos que gerem economia, à justiça social ou ao ambiente como um todo.

Sobre a FCJ Venture Builder

A FCJ Venture Builder é uma multinacional pioneira em venture building na América Latina. Há 8 anos, a empresa vem transformando ecossistemas de inovação do Brasil e, mais recentemente, do mundo por meio do licenciamento de seu modelo de Venture Builder 4.0, que, com base na inovação aberta (open innovation), tem como objetivo compartilhar recursos, otimizar o processo de desenvolvimento de startups, mitigar os riscos desse tipo de investimento, gerar conexões entre negócios e, assim, criar novos negócios escaláveis.

Através de parcerias com empresas, organizações, instituições de ensino e startups, a FCJ tornou-se referência no segmento, sendo composta atualmente por mais de 30 empreendimentos, mais de 94 startups e mais de 450 investidores. Presente no México, Estados Unidos, Finlândia e em Portugal, a FCJ vem transformando a forma de fazer negócio ao criar um modelo de empresa exponencial (ExO).

O lançamento da Forest Ventures está previsto para março. Para mais informações, siga a FCJ Venture Builder nas redes sociais.

Deixe um comentário